Da Cruz ao Trono: Andando no Feito

Lembre-se de que quando Jesus deu o grito na cruz: está consumado; toda a sua obra foi completada. Nossa salvação, cura, prosperidade, paz etc. Tudo foi feito. É por isso que encontramos em Apocalipse 21.6 a expressão: ‘tudo está feito’. Cristo completou todas as coisas em tudo. Então Ele se assentou no trono e sustenta todas as pela Palavra do seu poder (Hebreus 11:1).

Da Cruz ao Trono: O primeiro e o último Adão

“Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante.” 1 Coríntios 15:45 Adão foi o primeiro de sua raça, ele ganhou a vida e nos deu a morte, nós estávamos em Adão com suas doenças, pecados, maldições, enganos e mentiras. Adão é o nome deContinuar lendo “Da Cruz ao Trono: O primeiro e o último Adão”

Da Cruz ao Trono: Como Jesus foi feito pecado?

A identificação de Cristo, com o pecador deveria ser completa. A morte física não removeria nossos pecados, seria necessário uma completa identificação com a natureza espiritual do homem caído. O pecado é mais que um ato físico é uma condição espiritual, de morte.

Da Cruz ao Trono: Identificação e Substituição

Um estilo de vida sobrenatural se estabelece por meio da Palavra revelada no espírito. O andar no espírito somente ocorre quando entendemos pela fé a realidade da nova criação em Cristo – não como uma doutrina, ou teologia, ou ainda uma filosofia, mas entender o fato que fomos redimidos pela obra de Jesus em sua morte, ressurreição, ascensão e entronização (Cl 1.13).

Da Cruz ao Trono: A Justiça de Deus em Cristo

A justiça de Deus em Cristo é a revelação principal que fundamenta as realidades da nova criação. Entendemos que o primeiro Adão falhou, mas o segundo e último Adão, que é Cristo, não falhou nos dando vida eterna, provendo para nós a vida no espírito

Da Cruz ao Trono: O ponto de partida

Quando você pensa na cruz, você pensa em uma linha de chegada ou em ponto de partida? Você pensa em alegria quando pensa na cruz? Se a cruz para você não é um marco de alegria, o marco de um ponto de partida que culmina no trono, então você aprendeu isto errado. Esta série nadaContinuar lendo “Da Cruz ao Trono: O ponto de partida”

Aprendendo com Jó: Não tenha uma justiça própria

Deus não era o problema de Jó, e também não é o autor dos problemas e provações na sua vida, pelo contrário, Ele deu a solução para todos os problemas do mundo através da cruz. Jó era um homem receoso, e por isso, ele viveu aquilo receava, ele mesmo confessa: “O que eu temia veio sobre mim; o que eu receava me aconteceu” [Jó 3:25]. Ele temia perder as riquezas, os filhos e a saúde, e isto lhe sobreveio. Todavia, diante destes fatos sempre somos questionados sobre a  justiça de Jó. Como aquele homem foi chamado de justo, pelo próprio Deus, e mesmo assim deu acesso ao diabo através do medo?

A Igreja Triunfante – Kenneth E. Hagin

Já que a Igreja do Senhor Jesus Cristo tem triunfo e vitória sobre o diabo e seus demônios em todos os momentos, em cada combate, então por que temos a impressão que alguns crentes estão sujeitos a Satanás e seus enganos?
A vitória dos crentes sobre o diabo, depende de como eles se consideram como Igreja – militante, derrotada, ou triunfante. Tudo depende do entendimento quanto aos seus direitos em Cristo.

Aprendendo com Jó: Não tenha medo

Ao estudarmos o livro de Jó, percebemos que aqueles acontecimentos não foram um caso da ação divina para prova-lo, mas ação do Diabo atacando e destruindo a vida daquele homem. Ele estava cheio de  medo, um tipo extremo de pessimismo antes mesmo de tudo aquilo acontecer. E no meio daqueles terríveis episódios Jó tornou-se um homem ainda mais pessimista. No capítulo 3, vemos como ele permitiu que Satanás fizesse tudo aquilo com ele.