A justiça de Deus em Cristo é a revelação principal que fundamenta as realidades da nova criação. Entendemos que o primeiro Adão falhou, mas o segundo e último Adão, que é Cristo, não falhou nos dando vida eterna, provendo para nós a vida no espírito.
Cremos que o por meio da obra de Jesus, fomos não somente lavados e remidos, como também juntamente com Ele morremos e com Ele fomos ressucitados.
A cruz nos proporcionou uma nova natureza, uma nova identidade e uma nova posição diante de Deus, ser Justiça de Deus é estar nesta nova posição, em plena confiança como um filho se coloca diante do Pai, sem culpa, sem vergonha e sem medo.
Quando nascemos de novo, nosso coração crê nesta justiça e com nossa boca confessamos a salvação. Esta crença e confissão na justiça de Deus é o primeiro passo da salvação [Romanos 10:9-10]. Crer na justiça de Deus em Cristo literalmente nos justifica. Confessando Jesus Cristo como nosso Salvador e Senhor, esta Justiça se torna uma parte do nosso ser porque nos tornamos participantes da natureza divina. A
natureza divina é a Justiça, então nos tornamos justos com a Sua natureza – Sua própria Justiça.
O homem agora recriado, é um justo, santo e filho de Deus, posicionado diante do Pai para um relacionamento eterno. Pode parecer simples este entendimento, mas não há descoberta maior em nosso espírito, do que ver Jesus como nossa condição em Deus. Jesus se tornou, da parte de Deus, sabedoria, justiça, santificação e redenção (1 Co 1:30). Quando olhamos para Ele com este entendimento olhamos para quem somos de verdade hoje, olhar para Jesus é olhar para nossa própria realidade. Estamos nEle e habitamos nEle. Ele é nossa condição de vida aqui na terra. Jesus é o espelho que reflete quem de fato somos em Deus. A Justiça é a verdade de quem somos. E Assim como Ele é nós também somos [Efésios 4:24]!

O que é a justiça de Deus?

O novo nascimento nos proporcionou uma condição de justiça para aqueles
que crêem. Quando nascemos de novo, somos recriados no espírito e
recebemos a própria natureza de Deus, que é justa, em outras palavras aquele que nasce de novo torna-se Justiça de Deus, pois foi justificado pelo Sangue de Jesus, e recebeu a justificação por meio da fé (Romanos 5:1).
Ser feito justo não é uma condição que o homem possa alcançar, as obras e os esforços humanos não o tornam justo. A justiça de Deus é um dom:

“Porque,se pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo” (Romanos 5:17).

Foi por meio do sacrifício de Jesus que fomos feitos justiça de Deus, podemos
chegar a Deus sem: condenação, medo e vergonha. Apesar disso muitos ainda não compreendem o que é ser justiça pois possuem uma ideia equivocada da justiça. Esta ideia confunde justiça e juízo, e associa a justiça de Deus ao castigo. Para isso prevcisamos pensar nestas ideias:

Justiça de Deus: é o padrão elevado de Deus, é uma das bases do trono (Salmos 89:14), a justiça de Deus é o modelo de todas as coisas. Ao se identificar conosco na morte, Jesus se tornou nosso padrão de justiça, nos dando a habilidade de estar diante do Pai, sem medo, sem culpa, se condenação ou vergonha, permanecendo diante do Pai como se o pecado não existisse.

Juízo: é o resultado o abandono da justiça, toda vez que uma distorção da justiça de Deus ocorre o juízo surge para corrigir e trazer novamente todas as coisas para a forma correta. Juízo não é a vontade de Deus para nós, Deus destinou o juízo a Satanás e seus demônios (1 Ts. 5:9), entretanto aqueles que se submetem ao inferno se colocam debaixo do mesmo juízo destinado ao inferno.

Justificação: é um soberano de Deus que por meio da sua graça, nos redime de todos os nossos pecados e nos aceita como justos, recebemos esta graça por meio da fé. A justificação nos leva uma mudança de posição de iníquos, pecadores, condenados para justos, livres de toda e qualquer condenação. Deus nos absolveu de toda condenação e nos declarou justos.

Nos dias 9 e 10 de agosto teremos uma reunião de avivamento para mergulharemos nestas realidades. Estará conosco John Crowder autor do best-seller União Mística, que tem impactado não só a nossa vida, mas de milhares de pessoas pelo mundo. Clique aqui e se inscreva

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s