Para a Liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão. Vocês procuram ser justificados pela Lei, separam-se de Cristo; e caíram da graça [Gálatas 5:1;4]

Voltemos a essência da cruz de Cristo e da Nova Aliança. A liberdade do cristão, não é baseada em obras para aprovação perante a Deus, e sim mediante a fé para aprovação perante a Deus. Não podemos mais usar de costumes humanos para tentarmos “ser um bom Cristão”. O fruto do Espírito é gerado pelo Espírito no espírito. O esforço próprio para justificar-se nunca aperfeiçoou coisa alguma, apenas produziu obras mortas da carne.

Precisamos entender que vivemos na dispensação no Espírito, onde somos livres para agirmos de acordo com a nossa consciência, que testifica o Espírito Santo [Rm.9:1] e pela palavra de Deus, guiada pelo Espírito Santo [João 16:13]. Portanto não se faz mais necessário: guardar o sábado, não comer carne de porco, ou obedecer aos rituais da lei para agradar a Deus. A lei no seu aspecto civil e religioso foi revogada, pois essas coisas nunca fizeram alguém se relacionar com Deus melhor, ela foi uma concessão dada por Deus para os israelitas que apontava diretamente para Cristo. E somente Jesus nos aperfeiçoa e nos fez voltar ao éden espiritual. Quem cumpre a lei do Novo Testamento caminha muito acima da lei do Antigo.

Não esquecendo que pelo fato de sermos livres, não devemos dar ocasião a carne, ou seja, fugir do fruto do Espírito, pois isso nos submeteria novamente em jugo de escravidão. Tudo se resume em caminhar em um relacionamento com o Pai, baseado na fé, guiado pelo Espírito Santo para cumprir o propósito na terra.

10 Fundamentos da Teologia da Nova Aliança

  1. O nascimento de Jesus é o cumprimento da Aliança de Abraão [Mateus 1:1; Gálatas 3:16]
  2. A morte de Jesus criou uma nova aliança [Hebreus 9:14-15]
  3. A Nova Aliança é entre o Pai, como Deus, e o Filho, como Sumo Sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque. [Hebreus 5:5]
  4. A ascensão e entronização de Jesus é o cumprimento da Aliança de Davi e o estabelecimento do Reino prometido a Davi [Mateus 1:1; Atos 2:29-36]
  5. A destruição de Jerusalém no ano 70 d.C., removeu permanentemente a Antiga Aliança e cumpriu Hebreus 8:13 [Hebreus 7:12; Hebreus 10:9]
  6. Entre a cruz e o ano 70 d.C., houve um período de transição entra as alianças e guerra a igreja primitiva [ Atos 6:13-15; Atos 21:21; Gálatas 4:28-30]
  7. Durante o período de transição, a antiga e a nova aliança coexistiram [1 Coríntios 2:6; Hebreus 8:13]
  8. Os “últimos dias” são referências do primeiro século para os últimos dias da antiga aliança e o fim da antiga aliança [Atos 2:16-17]
  9. A aliança da Lei era apenas uma concessão e foi revogada. Não restando aplicação para os sábados, as festas, e outras leis civis e cerimoniais. Elas estão completas e terminadas. [Gálatas 3:23; Colossenses 2:16-17; Efésios2:15; Gálatas 4:9-11; Gálatas 5:6; Hebreus 9:9-10]
  10. A única lei do Novo Testamento é o Amor. [João 13:34; João 15:12; João 15:17; Gálatas 5:14]

Por: João Lucas Dias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s